OrthodoxChristianity.net

Foreign Language Forums => Romance Languages => Topic started by: Fabio Leite on April 29, 2010, 10:33:00 AM

Title: Português
Post by: Fabio Leite on April 29, 2010, 10:33:00 AM
Just in case someone wants to practice or a Portuguese speaker stops by. :)

Se alguém quiser praticar ou se algum falante de português aparecer. :)


Countries that speak Portuguese include Portugal, Brazil, Mozambique, Angola, São Tomé and Príncipe, Cape Verde, Guinea-Bissau, East Timor, the Chinese Special Administrative Region (SAR) of Macau and others in various parts of the world, including India's Goa and Kerala states, and the town of Melaka in Malaysia.

Países que falam português incluem Portugal, Brasil, Moçambique, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Timor Leste, a Região Administrativa Especial Chinesa (RAE) de Macau e várias outras partes do mundo, incluindo o estados de Goa e Kerala na Índia e a cidade de Melaka na Malásia.


Title: Re: Português
Post by: christian7777 on July 04, 2012, 11:10:01 AM
Eu quero aprender português em faculdade.
Title: Re: Português
Post by: WeldeMikael on July 04, 2012, 11:16:56 AM
Eu sou portugues de origem  ;D
Title: Re: Português
Post by: christian7777 on July 04, 2012, 08:19:15 PM
Eu sou portugues de origem  ;D

Eu gosto de comer chouriço. :)
Title: Re: Português
Post by: ialmisry on July 04, 2012, 08:32:28 PM
Jovens Ortodoxos BR
http://www.facebook.com/groups/378590665515628/?ref=ts
Title: Re: Português
Post by: dzheremi on July 04, 2012, 08:45:54 PM
In addition to the places already listed in Africa, there is a Portuguese Creole spoken in Casamance, Senegal (Ziguinchor Creole) that apparently differs somewhat from that of their neighbors.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on October 19, 2012, 03:31:49 PM
Eu sou portugues de origem  ;D

Eu gosto de comer chouriço. :)

No Brasil você vai encontrar mais churrasco ou feijoada do que chouriço. :)
Title: Português - Divagações sobre a Ilha - Carlos Drummond de Andrade
Post by: Fabio Leite on October 19, 2012, 03:39:30 PM
Eu penso que este texto de Drummond tem um quê de monástico. Fala sobre a vontade de isolar-se numa ilha e o porquê deste desejo.

DIVAGAÇÃO SOBRE AS ILHAS

Carlos Drummond de Andrade. Passeios na ilha. In: Poesia e prosa. Rio de Janeiro: Ed. Nova Aguilar, 1992: 1376-79.

QUANDO me acontecer alguma pecúnia, passante de urn milhão de cruzeiros, compro uma ilha; não muito longe do litoral, que o litoral faz falta; nem tão perto, também, que de lá possa eu aspirar a fumaça e a graxa do porto. Minha ilha (e só de a imaginar já me considero seu habitante) ficará no justo ponto de latitude e longitude que, pondo-me a coberto de ventos, sereias e pestes, nem me afaste demasiado dos homens nem me obrigue a praticá-los diuturnamente. Porque esta e a ciência e, direi, a arte do bem viver; uma fuga relativa, e uma não muito estouvada confraternização.

De há muito sonho esta ilha, se e que não a sonhei sempre. Se é que a não sonhamos sempre,inclusive os mais agudos participantes. Objetais-me: "Como podemos amar as ilhas, se buscamos o centro mesmo da ação?" Engajados; vosso engajamento é a vossa ilha, dissimulada e transportável. Por onde fordes, ela irá convosco. Significa a evasão daquilo para que toda alma necessariamente tende, ou seja, a gratuidade dos gestos naturais, o cultivo das formas espontâneas, o gosto de ser urn com os bichos, as espécies vegetais, os fenômenos atmosféricos. Substitui, sem anular. Que miragens vê o iluminado no fundo de sua iluminação?

Supõe-se político, e é um visionário. Abomina o espírito de fantasia, sendo dos que mais o possuem. Nessa ilha tão irreal, ao cabo, como as da literatura, ele constrói a sua cidade de ouro, e nela reside por efeito da imaginação, administra-a, e até mesmo a tiraniza. Seu mito vale o da liberdade nas ilhas. E, contemptor do mundo burguês, que outra coisa faz senão aplicar a técnica do sonho, com que os sensíveis dentre os burgueses se acomodam à realidade, elidindo-a?

A ilha que traço agora a lápis neste papel é materialmente uma ilha, e orgulha-se de sê-lo. Pode ser abordada. Não pode ser convertida em continente. Emerge do pélago com a graça de uma flor criada para produzir-se sobre a água. Marca assim o seu isolamento, e como não tem bocas de fogo nem expedientes astuciosos para rechaçar o estrangeiro, sucede que este isolamento não é inumano. Inumano seria desejar, aqui, dos morros litorâneos, um cataclismo que sovertesse tão amena, repousante, discreta e digna forma natural, inventada para as necessidades do ser no momento exato em que se farta de seus espelhos, amigos como inimigos.

E por que nos seduz a ilha? As composições de sombra e luz, o esmalte da relva, a cristalinidade dos regatos – tudo isso existe fora das ilhas, não é privilegio delas. A mesma solidão existe, com diferentes pressões, nos mais diversos locais, inclusive os de população densa, em terra firme e longa.

Resta ainda o argumento da felicidade – "aqui eu não sou feliz", declara o poeta, para enaltecer, pelo contraste, a sua Pasárgada: mas será que se procura realmente nas ilhas a ocasião de ser feliz, ou um modo de sê-lo?


E so se alcançaria tal mercê, de índole extremamente subjetiva, no regaço de uma ilha, e não igualmente em terra comum? Quando penso em comprar uma ilha, nenhuma dessas excelências me seduz mais que as outras, nem todas juntas constituem a razão de meu desejo. Sou pouco afeiçoado à natureza, que em mim se reduz quase que a uma paisagem moral, íntima, em dois ou três tons, só que latejante em todas as partículas. A solidão, carrego-a no bolso, e nunca me faltou menos do que quando, por obrigações de ofício, me debruçava incessantemente sobre a vida dos outros. E felicidade não é em rigor o que eu procuro. Não. Procuro uma ilha, como já procurei uma
noiva.

A ilha me satisfaz por ser uma porção curta de terra (falo de ilhas individuais, não me tentam aventuras marajoaras), urn resumo prático, substantivo, dos estirões deste vasto mundo, sem os inconvenientes dele, e com a vantagem de ser quase ficção sem deixar de constituir uma realidade. A casa de campo é diferente. A continuidade do solo torna-a um pobre complemento dessas propriedades, individuais ou coletivas, públicas ou particulares, em que todo o desgosto, toda a execrabilidade, toda a mesquinhez da coisa possuída, taxada, fiscalizada, trafegada, beneficiada, herdada, conspurcada, se nos apresenta antes que a vista repare em qualquer de seus eventuais encantos. A casa junto ao mar, que já foi razoável delícia, passou a ser um pecado, depois que se desinventou a relação entre homem, paisagem e morada. Tudo
forma uma cidade só, torpe e triste, mais triste talvez do que torpe. O progresso técnico teve isto de retrógrado: esqueceu-se completamente do fim a que se propusera, ou devia ter-se proposto. Acabou com qualquer veleidade de amar a vida, que ele tornou muito confortável, mas invisível. Fez-se numa escala de massas, esquecendo-se do indivíduo, e nenhuma central elétrica de milhões de kw será capaz de produzir aquilo de que precisamente cada um de nós carece na cidade excessivamente iluminada: certa penumbra. O progresso nos dá tanta coisa, que não nos sobra nada nem para pedir nem para desejar nem para jogar fora. Tudo é inútil e atravancador. A ilha sugere uma negação disto.

A ilha deve ser o quantum satis selvagem, sem bichos superiores à força e ao medo do homem. Mas precisa ter bichos, principalmente os de plumagem gloriosa, com alguns
exemplares mais meigos. As cores do cinema enjoam-nos do colorido, e só uma cura de autenticidade nos reconciliará com os nossos olhos doentes. Já que não há mais vestidos de cores puras e naturais (de que má pintura moderna se vestem as mulheres do nosso tempo?), peçamos a araras e periquitos, e a algum suave pássaro de colo mimoso, que nos propiciem as sensações delicadas de uma vista voluptuosa, minudente e repousada. Para esta ilha sóbria não se levara bíblia nem se carregarão discos.
Algum amigo que saiba contar historias está naturalmente convidado. Bern como alguma amiga de voz doce ou quente, que não abuse dessa prenda. Haverá pedras à mão – cascalho – que se possa lanvar ao céu, a título de advertência, quando demasiada arte puser em perigo o ruminar bucólico da ilha. Não vejo inconveniente na entrada sub-reptícia de jornais. Servem para embrulho, e nas costas do noticiário político ou esportivo há sempre um anúncio de filme em reprise, invocativo, ou
qualquer vaga menção a algum vago evento que, por obscuro mecanismo, desperte em nós fundas e gratas emoções retrospectivas. Nossa vida interior tende a inércia. E bem-vinda é a provocação que lhe avive a sensibilidade, impelindo-a aos Devaneios que formam a crônica particular do homem, passada muitas vezes dentro dele, somente, mas compensando em variedade ou em profundeza o medíocre da vida social.

Serão admitidos poetas? Em que número? Se foram proscritos das repúblicas ideais e das outras, pareceria cruel bani-los também da ilha de recreio. Contudo, devem comportar-se como se poetas não fossem: pondo de lado os.tiques profissionais, o tecnicismo, a excessiva preocupação literária, o misto de esteticismo e frialdade que costuma necrosar os artistas.

Sejam homens razoáveis, carentes, humildes, inclinados à pesca e à corrida a pé, saibam fazer alguma coisa simples para o estômago, no fogão improvisado. Não levem para a ilha os problemas de hegemonia e ciúme.

Por aí se observa que a ilha mais paradisíaca pede regulamentação, e que os perigos da convivência urbana estão presentes. Tanto melhor, porque não se quer uma ilha perfeita,senão um modesto território banhado de água por todos os lados e onde não seja obrigatório salvar o mundo. A Idéia de fuga tem sido alvo de crítica severa e indiscriminada nos últimos anos, como se fosse ignominioso, por exemplo, fugir de um perigo, de um sofrimento, de uma caceteação. Como se devesse o homem consumir-se. numa fogueira perene, sem carinho para com as partes cândidas ou pueris de si mesmo, que cumpre preservar principalmente em vista de uma possível felicidade coletivista no futuro. Se se tratar de harmonizar o homem com o mundo, não se vê porque essa harmonia só será obtida através do extermínio generalizado e da
autopunição dos melhores. Pois afinal, o que se recomenda aos homens e apenas isto: "Sejam infelizes, aborreçam o mais possível aos seus semelhantes, recusem-se a qualquer comiseração, façam do ódio um motor político. Assim atingirão o amor." Obtida a esse preço a cidade futura, nela já não haveria o que amar.

Chega-se a um ponto em que convém fugir menos da malignidade dos homens do que da sua bondade incandescente. Por bondade abstrata nos tornamos atrozes. E o pensamento de salvar o mundo é dos que acarretam as mais copiosas – e inúteis – carnificinas. Estas reflexões descosidas procuram apenas recordar que há motivos para ir às ilhas, quando menos para não participar de crimes e equívocos mentais generalizados. São motivos éticos, tão respeitáveis quanta os que impelem à ação o temperamento sôfrego. A ilha é meditação despojada, renúncia ao desejo de influir e de atrair. Por ser muitas vezes uma desilusão, paga-se relativamente caro. Mas todo o peso dos ataques desfechados contra o pequeno Robinson moderno, que se alongou das rixas miúdas, significa tão-somente que ele tinha razão em não contribuir para agravá-las. Em geral, não se pedem companheiros, mas cúmplices. E este é o risco da convivência ideológica. Por outro lado, há certo gosto em pensar sozinho. É ato individual, como nascer e morrer.

A ilha é, afinal de contas, o refúgio último da liberdade, que em toda a parte se busca destruir.

Amemos a ilha.
Title: Re: Português
Post by: Ancilla Domini on May 07, 2013, 11:04:53 PM
Eu estou estudando o português. Adoro!  :)
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 27, 2013, 12:52:33 PM
Legal Ancilla Domini! Onde você tem estudado português?
Title: Re: Português
Post by: Alpo on May 27, 2013, 01:03:57 PM
Countries that speak Portuguese include Portugal, Brazil, Mozambique, Angola, São Tomé and Príncipe, Cape Verde, Guinea-Bissau, East Timor, the Chinese Special Administrative Region (SAR) of Macau and others in various parts of the world, including India's Goa and Kerala states, and the town of Melaka in Malaysia.

That's random. Thanks. I learnt something new today.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 28, 2013, 07:31:58 AM
BRAZILIAN PORTUGUESE IS THE BEST LANGUAGE TO LEARN

If you want a decent return on your investment, says Helen Joyce, the best language to learn is Brazilian Portuguese...
http://moreintelligentlife.co.uk/content/ideas/helen-joyce/brazilian-portuguese-best-language
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on June 05, 2013, 02:33:15 PM
Some prayers in Portuguese

Rei Celestial

Rei Celestial, Consolador, Espírito da Verdade
presente em toda parte e ocupando todo lugar,
tesouro de bençãos e doador da vida,
vem e habita em nós, purifica-nos de todo pecado, Ó tu que és bom.
Amém.

Pai Nosso

Pai Nosso que estais nos céus
Santificado seja o vosso nome
Seja feita a vossa vontade
Assim na terra como no céu
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
Perdoai as nossas dívidas(*) assim como perdoamos os nossos devedores
Não nos deixeis cair em tentação
Mas livrai-nos do mal.

Porque vosso é o reino, o poder e a glória,
em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,
agora, sempre e pelos séculos dos séculos.
Amém.
(*) Some translations use
Perdoai as nossas ofensas, assim como perdoamos a quem nos tem ofendido

É Justo

É justo, em verdade, glorificar-te, Ó Mãe de Deus,
sempre bem-aventurada, e imaculada, Mãe de Nosso Deus
Mais venerável que o querubins, e mais gloriosa que os serafins
que ilibadamente deste à luz o Verbo de Deus,
logo és verdadeiramente, Mãe de Deus
nós, pois, te glorificamos.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on June 13, 2013, 07:46:44 AM
Porta dos Fundos is a Brazilian comedy group that is making a lot of success on Youtube rit now. Here's their take on Brave :

http://youtu.be/rdi-4cUHT3k
Title: Re: Português
Post by: DeniseDenise on July 19, 2013, 12:53:23 AM
BRAZILIAN PORTUGUESE IS THE BEST LANGUAGE TO LEARN

If you want a decent return on your investment, says Helen Joyce, the best language to learn is Brazilian Portuguese...
http://moreintelligentlife.co.uk/content/ideas/helen-joyce/brazilian-portuguese-best-language

hahahaha

eu não tenho certeza que ela tem razão.  Aprendi português nos anos noventa, e eu tenho uma licenciatura em português e linguística.

Para primeira vez, no ano passado, usei o meu português no meu trabalho.  Foi uma vitória tremenda para mim.




Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on July 19, 2013, 12:55:12 PM
Eu uso todo dia... tum-tum-ta-tssss... :)

Acho que ela quis dizer que a situação do Brasil é promissora. Mas quando não foi, né?

BRAZILIAN PORTUGUESE IS THE BEST LANGUAGE TO LEARN

If you want a decent return on your investment, says Helen Joyce, the best language to learn is Brazilian Portuguese...
http://moreintelligentlife.co.uk/content/ideas/helen-joyce/brazilian-portuguese-best-language

hahahaha

eu não tenho certeza que ela tem razão.  Aprendi português nos anos noventa, e eu tenho uma licenciatura em português e linguística.

Para primeira vez, no ano passado, usei o meu português no meu trabalho.  Foi uma vitória tremenda para mim.





Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on January 09, 2014, 08:40:11 PM
Um pouco de política internacional em português.

Putin e seu reinado na Rússia
http://radiovox.org/programas/putin-e-seu-reinado-na-russia/
Title: Re: Português
Post by: Patapouf on March 19, 2014, 05:38:26 PM
Olá a todos. Eu também sei Português, talvez seja por ter nascido e sido criado em Portugal. Mas, adoro o português brasileiro coneço um pouco o brasil e tenho alguns amigos lá.P ena que há mais de 10 anos que  lá não vou, mas esta economia tá mesmo dificil.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on April 09, 2014, 07:24:57 AM
Caríssimos, segue o link para o primeiro programa, em português, Fé Ortodoxa, de 11 de março de 2014, com o tema "História da Igreja Ortodoxa".
https://soundcloud.com/rvox_org/f-ortodoxa-11-03-2014
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on July 15, 2014, 11:52:00 AM
Um não-ortodoxo fala sobre a Igreja Ortodoxa
http://youtu.be/wocQ15Ti6bg
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 11, 2015, 10:36:21 AM
Dom Jeremias, Archbishop of the Ukrainian Church in South America, gave an interview in Dec, 2014 on the Orthodox Church:

(http://i.ytimg.com/vi/9fjjpQjrLbs/maxresdefault.jpg)
http://www.youtube.com/watch?v=9fjjpQjrLbs
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 11, 2015, 12:40:18 PM
Eu falo portugues também...
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 11, 2015, 01:05:53 PM
Legal Júlio!

Se assistir o vídeo, conte-nos depois o que achou. :)
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 11, 2015, 01:20:50 PM
Legal Júlio!

Se assistir o vídeo, conte-nos depois o que achou. :)

Você é o mesmo Fábio do hangout Fé Ortodoxa com o Pe. Luís Filidis?
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 11, 2015, 01:21:54 PM
Sim. :)
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 11, 2015, 01:26:17 PM
Eu sempre assisto no dia seguinte....ainda não consegui ver ao vivo.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 11, 2015, 01:28:36 PM
A maioria que assiste não vê ao vivo.

Mas o bom do sistema de Hangout é exatamente que fica disponível pra cada um no horário que for melhor para a pessoa.

Espero que esteja gostando dos temas. :)
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 11, 2015, 01:34:17 PM
O Pe. Basílio participou de algum?
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 11, 2015, 01:44:08 PM
Infelizmente ainda não.

Ele ia participar do penúltimo, mas teve que viajar em cima da hora. Assim que abrir outro dia na agenda dele, vamos contar com a sua participação sem dúvida.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 11, 2015, 03:14:54 PM
Eu vi um tempo atrás um mapa do IBGE se não me engano com um censo sobre religião, e tinha no campo dos ''cristãos ortodoxos'' um aumento considerável de 2002 pra 2012, de em torno de 40 mil ortodoxos, pra quase 140 mil em 2012. Será que esse aumento é real mesmo, é fruto de conversões? imigração de pessoas do oriente médio? provavelmente o IBGE não discriminou ortodoxos calcedonianos de pré-calcedonianos.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 11, 2015, 03:23:46 PM
Com certeza, se a população ortodoxa tivesse mais que dobrado, isso significaria um crescimento facilmente observável e um aumento substancial de fiéis nas igrejas existentes, já que nenhuma foi criada.

Provavelmente eles erraram na contagem ou na divulgação de um dos dois (2002 ou 2012).

Se você vir os censos anteriores, ao longo do século 20, os números são mais ou menos estáveis ali entre 10, 15, 20 mil. O que corresponde ao que vemos no dia a dia das igrejas.

De toda forma, é lamentável que não cheguemos nem a 1% da população brasileira, que seria cerca de 2 milhões de pessoas "apenas". Mesmo com esses números inflacionados, continuamos "traço" na pesquisa.

O hangout, bem como o trabalho de vários blogs que surgiram na última década tem contribuído para mudar essa situação, assim como o trabalho santo e dedicado das Igrejas polonesa e sérvia, de foco claramente missionário.

O importante é a Igreja Ortodoxa ganhar sua própria voz, deixar de depender de trabalhos de pessoas que simpatizam com os "orientais", mas só conseguem se relacionar conosco como uma forma exótica e mística de cristianismo, uma espécie de Roma jedi.

Temos que afirmar, em amor e verdade, com fraternidade e firmeza, que somos a Igreja de Cristo, a Igreja Católica Ortodoxa, a presença viva do Corpo de Cristo na Terra.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 11, 2015, 03:31:36 PM
Por isso achei que estão contando pré-calcedonianos também, junto até quem sabe com melquitas, greco-ucranianos e demais católicos romanos orientais sob jurisdição do Papado romano. O que acho possível também é a imigração, o Brasil recebeu muitos imigrantes nos ultimos anos, dentre eles muitos sírios, que tem uma população ortodoxa considerável e palestinos também (ao menos na minha cidade tem muita gente da Palestina), que também tem uma minoria ortodoxa importante.

Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 11, 2015, 04:56:21 PM
Bem, não sei. Vamos ver quando tiver o próximo senso.

Essa mistureba seria um erro crasso.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 11, 2015, 10:00:59 PM
Mas pra maioria dos brasileiros a igreja ortodoxa é ainda desconhecida ou tida como igreja católica com chapéus diferentes, no geral o conhecimento das pessoas sobre história da igreja é terrível, tem mais inverdade que verdade, toda semana eu ouço um ''Constantino inventou a igreja católica'' ou algo do tipo.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 12, 2015, 10:04:39 AM
Pois é.

Outro dia estive almoçando com colegas que ficaram surpresos quando comentei que os gregos eram cristãos e não adoravam os deuses do Olimpo. :)

Temos muito trabalho pela frente aqui. :)
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 12, 2015, 10:28:22 AM
Não sei se estou certo, mas o interesse na ortodoxia aqui no Brasil me parece algo muito limitado a certos tipos de pessoas, geralmente bem intelectualizadas e cultas, a maioria das pessoas que conheço que se identificam com a igreja ortodoxa são pessoas inteligentes, com gostos peculiares, alguns músicos, geralmente gente com sensibilidade artística, que gosta de ler e geralmente são homens (já li algo sobre o apelo que a ortodoxia tem nos homens, até por que o cristianismo ocidental, o evangelicalismo principalmente é um fenomeno cultural bem feminilizado).
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 12, 2015, 10:35:25 AM
A impressão me parece correta sim.

A Ortodoxia é para todos, mas suspeito que ela vai começar a se expandir se cultivar melhor exatamente esse perfil.

Tem que cultivar aqueles que primeiro atendem ao chamado. Repare que esse perfil não tem a ver com classe econômica ou social.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 12, 2015, 12:17:24 PM
Faltam paróquias ao meu ver, na minha cidade não tem nenhuma, mas tem uma mesquita enorme, tem centro budista e até uma pequena missão anglicana continuante (que não sei se foi pra frente).
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 12, 2015, 12:21:20 PM
Faltam paróquias ao meu ver, na minha cidade não tem nenhuma, mas tem uma mesquita enorme, tem centro budista e até uma pequena missão anglicana continuante (que não sei se foi pra frente).

Em que cidade você mora?
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 12, 2015, 02:01:25 PM
Faltam paróquias ao meu ver, na minha cidade não tem nenhuma, mas tem uma mesquita enorme, tem centro budista e até uma pequena missão anglicana continuante (que não sei se foi pra frente).

Em que cidade você mora?

Interior paulista...não longe da capital.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 12, 2015, 02:04:25 PM
Seria legal que fosse o máximo possível em uma das igrejas da capital ou da região.

Na cidade de SP mesmo tem várias. Em Osasco fica a igreja que é atendida pelo Pe. Luís Filídis. Mesmo que fosse uma vez por mês, ou por bimestre. Tenho certeza que o Pe. Luís ficará muito feliz em recebê-lo.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 12, 2015, 09:23:57 PM
Seria legal que fosse o máximo possível em uma das igrejas da capital ou da região.

Na cidade de SP mesmo tem várias. Em Osasco fica a igreja que é atendida pelo Pe. Luís Filídis. Mesmo que fosse uma vez por mês, ou por bimestre. Tenho certeza que o Pe. Luís ficará muito feliz em recebê-lo.

Te adicionei no Facebook hoje, dá um aceitar lá...
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 13, 2015, 10:35:18 AM
Seria legal que fosse o máximo possível em uma das igrejas da capital ou da região.

Na cidade de SP mesmo tem várias. Em Osasco fica a igreja que é atendida pelo Pe. Luís Filídis. Mesmo que fosse uma vez por mês, ou por bimestre. Tenho certeza que o Pe. Luís ficará muito feliz em recebê-lo.

Te adicionei no Facebook hoje, dá um aceitar lá...

Aqui no trabalho é bloqueado. Mais tarde eu adiciono.
Title: Re: Português
Post by: hecma925 on May 15, 2015, 04:00:52 AM
Ultimos sou passeio vencida girando encetar meu mil ceo. Incumbira se um sobretudo elegancia ir. Mas uteis geito disse faz por. Ala poz comecaram apontados has repetidas teu interesse paetornou. Aleijado diz sim quarenta dou ameacado. Occultar arrepios proprias incrivel submette meu mas diz desejava. Ao preambulos miseraveis destillado mo declaracao.

Contrahes de industria estreitou conquista parecerao ve distincta. Basofiento caexplicou nao contraveio persuadido sou fio aza. Traves uma altivo mao nem tomado afogar. Ha os depois valera ou cruzou orphao alguns. Apavorou arrancou te concedes em si. Crer cair ha lh tu ruim noto fins vaga.

Senhora castigo ah so segredo pauloeu. Diz semblante tao infernaes ate separarem aventurou. Fel cravae que patria atiram quanto ordens trahir. Ultimos do desejos aspecto resolve do leitora es se. De cumprisse esquecido os paciencia alteracao submetter eu. Submissa abandona tu eu as ar rejeitar.

Tem seras poz rocha ate curta. Juntam nos vedada tornou ler fio que abraco alguns. Bochechas vou commocoes nem cre documento condemnam. Bom ora cre com amava sahir estou. Diz vantajoso soffridos aconselhe condemnam dar. Reanimado nas aos paciencia semblante arreliado fui eis.

Pao paixoes dar dar lhe realise osculou. Pensar enxuto sereis uma aturei frente vao mandar sob. Nortear girando recusar sr pequena la entrado. Companhias postaspelo desgracado le semelhante me meditativa no. Dos obtemperou satisfacao continuara dir reservados sou sao restituido. Has culminante companhias obediencia inesperada hao assistente.

Surgir servir por sorriu aos tornou entrar viesse. Lia tez escaninhos luz abundancia pes progenitor galanteios. Va as os maroto tu phrase degrau suppor obriga. Rua formaram felicito dir requerer esquerda mas sua mocidade. Rico dor fico foi onde ama hora. Sim irmao potro lei sabes das tez. Nao entrar sangue ganhar lamina foi.

No le recolhendo sorridente primitivas felicidade ma me descoberto. Caldo dao longe pedil teu moiro. Atroador ja em admittir absoluta tu entraram. Em oh esquecido occupando ca ha designios encarrego affeicoas fixamente. Repassadas as encontrava preoccupar concederam te mo va. Tez conseguil com aza tratarmos persistes consultou.

Prestares torrentes ma apressado ao caprichos. Mao termos iii via duzias sequer tua filiar admira podeis. Dama le lado voos tera oh afim es de. Preparou escravod emquanto sao ceo julgando valiosos vou vol gradeado. Acabar si vedada eu crueis. Bem aos ala recebo recebi pareca sonhos. Condemnam violentar soffridos la ou sustentar petulante. Constituem es ha eu semelhavam amorteciam semelhante agoradisse oh. Temos de ao um velas te palmo igual. Osculou mau for rapazes rebates afastou ter debelar.

Outros ca do da as altura crueis entrar gostam. Mude arte como pao meio uma amam ide. Fiz fui punhalada mau tao affeicoes asseveras dolorosas. Appellidos finalmente postaspelo apparencia nao considerou sou. Eras guia nova para eu mo ha viva. Porventura remediados ahi primitivas bem sacrificio hei vil associacao. Chama ca havia de ii preco juras haver ar. Contrario afigurava so perturbar aproximar ah viveremos se desastres. Peco pe face so voce jura alas.

Sereis livres seguir ter diz fui. Do devoluta ma rodeavam sentenca examinou tu noticias. Dedicados sobretudo eu bracejara galanteio em. Talvez ira ahi sentir buscas. Com mudar mil ganha quero rir teu chave veria. Tendo fim longe pao fez vae rosto. Para sae irma unha rir fito nos qual. Ja cortante tu malandro qualquer um souberam. Os ir chimericas illuminada oh nadaporque sympathico.

Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 07:59:15 AM
That doesn't make any sense. :)
Title: Re: Português
Post by: hecma925 on May 15, 2015, 08:29:02 AM
That doesn't make any sense. :)

Oh no!  It's not Portuguese?
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 15, 2015, 08:42:29 AM
That doesn't make any sense. :)

Oh no!  It's not Portuguese?

Those are random portuguese words+some galician words+gibberish, but doesn't make sense at all.
Title: Re: Português
Post by: xOrthodox4Christx on May 15, 2015, 08:45:44 AM
Cuando vi TV en Portugues, yo regularmente entiendo que lo dicen aunque no esta en espanol y no puedo hablarlo.

Ergo, it's quite similar. I also watch things with subtitles in Portugues, and it doesn't bother me. I'd love to learn it.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 15, 2015, 09:34:16 AM
Cuando vi TV en Portugues, yo regularmente entiendo que lo dicen aunque no esta en espanol y no puedo hablarlo.

Ergo, it's quite similar. I also watch things with subtitles in Portugues, and it doesn't bother me. I'd love to learn it.

Dizem que português é dificil, especialmente os tempos verbais.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 12:27:45 PM
Cuando vi TV en Portugues, yo regularmente entiendo que lo dicen aunque no esta en espanol y no puedo hablarlo.

Ergo, it's quite similar. I also watch things with subtitles in Portugues, and it doesn't bother me. I'd love to learn it.

Usually Spanish-speakers have a harder time understanding Portuguese than the other way round. The "official" communication language between us is "Portunhol" though. :)

Se quiser praticar português aqui, estou a disposição. :)
Title: Re: Português
Post by: DeniseDenise on May 15, 2015, 12:30:40 PM


Usually Spanish-speakers have a harder time understanding Portuguese than the other way round. The "official" communication language between us is "Portunhol" though. :)



There is a linguistic based reason for this.....
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 12:36:11 PM


Usually Spanish-speakers have a harder time understanding Portuguese than the other way round. The "official" communication language between us is "Portunhol" though. :)



There is a linguistic based reason for this.....


Tem sim... :)
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 15, 2015, 12:38:50 PM
I doubt that a spanish-speaking american could understand me speaking portuguese, in my regional dialect...
Title: Re: Português
Post by: DeniseDenise on May 15, 2015, 12:48:39 PM
That doesn't make any sense. :)

Oh no!  It's not Portuguese?

Those are random portuguese words+some galician words+gibberish, but doesn't make sense at all.


 então não é diferente do que o maioria dos 'posts' aqui.    :D
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 01:07:49 PM
This a longer text in *good* Portuguese, to get a feel of it...  It's about the Feast of St. John.


Noite de São João
W. R.
(...)

II

Contudo a noite é mui bela
A noite de São João!
É fogo por toda parte
Fogo natural e d'arte
No ar e no coração!

Tudo nesta noite santa
Acorda e põe-se de pé!
Pelo lado da canjica
A portas de amor se abica
Namora-se a buscapé...

Toda chamas a cidade
Como é formosa e feliz!
Estoura agora – mas logo
Em cachoeiras de fogo
É qual ígneo chafariz

É tudo fulgor – incêndio
Pavio – enxofre – morrão
Cada olho é um foguete
Que em luz maga se derrete
Brasa – cada coração!

As cabeças são de pólvora
Prontas sempre a se inflamar
Os lábios – oh! não se explica!
Sabem todos a canjica
Doces... doces de enjoar!...

Noites de grandes milagres
Eu te saúdo de pé!
Mas peço-te por teu santo
Que não chamusques teu mando
Co'o danado buscapé!

(W. R. "Noite de São João". Correio Paulistano. São Paulo, 24 de junho de 1956)
http://www.jangadabrasil.com.br/temas/junho2009/te12506a.asp
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 15, 2015, 01:12:52 PM
Daqui a pouco começam as festas juninas, espero ir em algumas.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 01:17:56 PM
Eu acho as festas juninas muito mais típicas do Brasil do que o Carnaval.

O Carnaval foi um invenção muito artificial do governo, se não me engano no período de Getúlio, para criar uma festa-espetáculo de nível global.

As festas juninas, ao contrário, sempre foram expressões esponatâneas do povo e possuem todas as características de algo feita na comunidade local para a comunidade local. Não é à toa que estão ligadas a devoções populares que expressam com grande beleza a fé brasileira.
Title: Re: Português
Post by: DeniseDenise on May 15, 2015, 01:19:30 PM
eu gosto mais desse:


Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá.
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores.
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá.
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá.

Minha terra tem primores
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar — sozinho, à noite —
Mais prazer encontro eu lá.
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá.

Não permita Deus que eu morra
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem que ainda aviste as palmeiras
Onde canta o sabiá.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 01:34:48 PM
Encontrei alguns provérbios também no site Jangada:

A assombração sabe para quem aparece.

A língua bate onde dói o dente.

Água e conselho só se dá a quem pede.

Dois bicudos não se beijam

Figurinha repetida não completa álbum.

Não se coloca o carro adiante dos bois.

Não se deixa o certo pelo duvidoso.

Não se faz cortesia com o chapéu alheio.

Não se procura sovaco em cobra.

O futuro a Deus pertence.

O jogo só termina quando o juiz apita.

O seguro morreu de velho.

Quem te viu, quem te vê.

Se ferradura desse sorte, burro não puxava carroça.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 15, 2015, 01:51:25 PM
Eu acho as festas juninas muito mais típicas do Brasil do que o Carnaval.

O Carnaval foi um invenção muito artificial do governo, se não me engano no período de Getúlio, para criar uma festa-espetáculo de nível global.

As festas juninas, ao contrário, sempre foram expressões esponatâneas do povo e possuem todas as características de algo feita na comunidade local para a comunidade local. Não é à toa que estão ligadas a devoções populares que expressam com grande beleza a fé brasileira.

O carnaval que havia era o entrudo né, o carnaval estilo medieval que constistia em pessoas fantasiadas pelas ruas fazendo brincadeiras e jogando balões de água nos outros. O carnaval de escola de samba é uma regularização sim se não me engano, era pra ser um negócio militar, com notas, avaliações, junta de examinadores, um negócio bem fascistão mesmo. Em São Paulo mesmo o carnaval estilo escola de samba foi uma imposição de um prefeito carioca indicado pelos militares se não me engano, o Faria Lima, na minha opinião, um dos prefeitos que mais estragou São Paulo...ele obrigou os cordões carnavalescos de São Paulo a seguir o modelo getulista de escola de samba ou seriam fechados.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 02:01:27 PM
Pois é.

A invenção do carnaval espetáculo foi uma das coisas que contribuiu, na minha opinião, para a frivolização da cultura brasileira.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on May 15, 2015, 02:17:04 PM
Eu não gosto de escola de samba, e o que mais me deixa bravo é como as escolas de samba basicamente só existem por que tem apoio dos governos municipais e estaduais, ou seja, nós pagadores de impostos, pagamos pra essa bandidagem fazer desfile, fazer festa que nem gostamos, um absurdo...por mim cortava a grana pra esses carnavalescos, quero ver se conseguem andar com as próprias pernas.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on May 15, 2015, 02:20:50 PM
Eu não gosto de escola de samba, e o que mais me deixa bravo é como as escolas de samba basicamente só existem por que tem apoio dos governos municipais e estaduais, ou seja, nós pagadores de impostos, pagamos pra essa bandidagem fazer desfile, fazer festa que nem gostamos, um absurdo...por mim cortava a grana pra esses carnavalescos, quero ver se conseguem andar com as próprias pernas.

Algumas prefeituras já têm cortado a verba do Carnaval. Ainda bem.

Se fosse popular mesmo os associados sustentavam e faziam acontecer.

Qualquer hora estoura mais um escândalo aí, o "Desfilão". :)
Title: Re: Português
Post by: juliogb on July 08, 2015, 11:48:16 PM
Você viu o discurso de Guy Verhofstadt no parlamento europeu especialmente endereçado a Alexis Tsipras? Ele recomendou várias medidas a serem tomadas pelo governo grego para contornar a crise, entre elas o fim dos privilégios a igreja ortodoxa, você sabe que privilégios são esses, caso existam? Apesar disso, as recomendações de Verhofstadt foram muito boas.
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on July 30, 2015, 04:39:44 PM
Vi.

Um dos privilégios é que o clero é tratado como servidor público. Quem paga o salário é o estado.

No geral, eu sou contra o clero ser pago pelo estado. Aliás sou contra um estado muito grande em todos os aspectos.

Mas temos que levar em conta um princípio do Direito que é o do "direito adquirido". Por exemplo, aqui no Brasil, se fossem cortar determinados privilégios de servidores públicos, isso só valeria para os que entrassem *depois* de passada a lei. Isso garante a ordem jurídica, além de ser justo para com as pessoas e instituições que já usufruindo dele,  planejaram sua vida com expectativa daquele direito.

No caso da Igreja na Grécia, eu acho que se fosse desvinculá-la do Estado - e isso seria bom para a própria Igreja - isso teria que ser feito dentro de um plano de transição suave. Imagine quantos e quantos padres dependem desse salário para viver e sustentar suas famílias.

Teria que ter uma nova regra, e que seria aplicável apenas aos novos entrantes. Igualmente, os cortes de financiamento teriam que ocorrer muito aos poucos, ao longo de pelo menos uma geração (uns 20 anos) até ocorrer um desligamento total. Isso permitiria também que a Igreja não se visse, de uma hora para outra, com as mesmas contas a pagar de ontem e sem nenhuma fonte de renda independente.

Porém, quando certas autoridades seculares pressionam para um desligamento sumário e imediato, o que eles querem mesmo é ver o avião se espatifar de bico no chão e se destruir. Nessas horas, temos que deixar de lado a teoria e nos atermos às coisas tais como concretamente se passam no mundo.
Title: Re: Português (Fátima na Rússia)
Post by: Fabio Leite on August 02, 2015, 01:33:20 PM
Fátima na Rússia
https://www.dailymotion.com/video/x2c49k4_fatima-na-russia-rtp1_shortfilms
Title: Re: Português
Post by: juliogb on August 05, 2015, 03:28:29 PM
Não vou conseguir ver agora, tem a ver com a tal consagração da Russia à Nossa Senhora de Fátima?
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on August 05, 2015, 04:44:19 PM
Isso.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on August 05, 2015, 06:45:43 PM
Fabio, não sei se conheces este texto, mas achei bem interessante, aborda a questão de um jovem evangélico que pensou em se tornar ortodoxo, acho que é uma reflexão interessante pros ortodoxos brasileiros lerem.

http://blogdoseino.blogspot.com.br/2011/06/dialogo-com-um-evangelical-que-pensou.html

Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on August 05, 2015, 06:48:01 PM
Fabio, não sei se conheces este texto, mas achei bem interessante, aborda a questão de um jovem evangélico que pensou em se tornar ortodoxo, acho que é uma reflexão interessante pros ortodoxos brasileiros lerem.

http://blogdoseino.blogspot.com.br/2011/06/dialogo-com-um-evangelical-que-pensou.html

Bloqueado. Em casa eu vejo.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on August 06, 2015, 09:22:47 AM
Até interessante traduzir pro inglês viu.
Title: Re: Português
Post by: RaphaCam on November 14, 2015, 12:10:35 PM
Como vocês se tornaram ortodoxos? Pergunto isso a todos que conheço. Eu mesmo não sei como fui parar em uma igreja ortodoxa, um dia estava divagando sobre voltar ao catolicismo romano e no outro estava lá. Já tinha amigos ortodoxos, mas foi minha curiosidade que me levou lá: "o que eles tanto fazem domingo?"  ::)
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on November 16, 2015, 09:52:41 AM
Como vocês se tornaram ortodoxos? Pergunto isso a todos que conheço. Eu mesmo não sei como fui parar em uma igreja ortodoxa, um dia estava divagando sobre voltar ao catolicismo romano e no outro estava lá. Já tinha amigos ortodoxos, mas foi minha curiosidade que me levou lá: "o que eles tanto fazem domingo?"  ::)

Oi Rapha! Tudo bem?

Você frequenta qual igreja polonesa? No Rio ou na Paraíba?

Minha conversão aconteceu de forma *muito* gradual. Na adolescência me interessei por assuntos espirituais com o Kardecismo, depois notando a falta nele de questões propriamente religiosas e espirituais (a despeito de seus adeptos considerarem que seja uma religião) fui estudar religiões diversas, me tornando um espiritualista genérico, muito no modelo pós-moderno de "pegue o que te interessa de cada uma dessas prateleiras".

Mais tarde notei que eu não tinha lido até aquele momento nada sobre o Cristianismo de seus próprios autores, apenas as críticas de pessoas de fora dele. Ao conhecer a verdadeira fé cristã, e ao me dar conta que a ressurreição é um fato histórico concreto, me converti a um Cristianismo genérico.

Buscando então uma igreja para fazer parte, me dediquei ao estudo de história da Igreja e ali pude perceber que havia uma perfeita e até sobrenatural continuidade histórica e de fé de Cristo até a atual Igreja Católica Ortodoxa, continuidade essa que faltava em maior ou menor grau em todas as demais postulantes ao título de Santa Igreja, inclusive à Igreja Romana e às Igrejas Não-Calcedonianas, a despeito de evidentemente serem muito mais semelhantes à Santa Igreja do que as Igrejas protestantes.
Title: Re: Português
Post by: RaphaCam on November 24, 2015, 11:25:40 PM
Como vocês se tornaram ortodoxos? Pergunto isso a todos que conheço. Eu mesmo não sei como fui parar em uma igreja ortodoxa, um dia estava divagando sobre voltar ao catolicismo romano e no outro estava lá. Já tinha amigos ortodoxos, mas foi minha curiosidade que me levou lá: "o que eles tanto fazem domingo?"  ::)

Oi Rapha! Tudo bem?

Você frequenta qual igreja polonesa? No Rio ou na Paraíba?

Minha conversão aconteceu de forma *muito* gradual. Na adolescência me interessei por assuntos espirituais com o Kardecismo, depois notando a falta nele de questões propriamente religiosas e espirituais (a despeito de seus adeptos considerarem que seja uma religião) fui estudar religiões diversas, me tornando um espiritualista genérico, muito no modelo pós-moderno de "pegue o que te interessa de cada uma dessas prateleiras".

Mais tarde notei que eu não tinha lido até aquele momento nada sobre o Cristianismo de seus próprios autores, apenas as críticas de pessoas de fora dele. Ao conhecer a verdadeira fé cristã, e ao me dar conta que a ressurreição é um fato histórico concreto, me converti a um Cristianismo genérico.

Buscando então uma igreja para fazer parte, me dediquei ao estudo de história da Igreja e ali pude perceber que havia uma perfeita e até sobrenatural continuidade histórica e de fé de Cristo até a atual Igreja Católica Ortodoxa, continuidade essa que faltava em maior ou menor grau em todas as demais postulantes ao título de Santa Igreja, inclusive à Igreja Romana e às Igrejas Não-Calcedonianas, a despeito de evidentemente serem muito mais semelhantes à Santa Igreja do que as Igrejas protestantes.

Frequento a catedral aqui no Rio. Também há igrejas em Pernambuco, acredito que mais antigas que a(s) da Paraíba.

Quanto a essa fase, sei bem como é! Também caí muito em misticismo. Hoje até rio quando escuto de Thelema, gnose, ou coisa do tipo. Graças a Deus meu contato com essas bobagens foi bem superficial.  ;D
Title: Re: Português
Post by: juliogb on December 01, 2015, 12:50:23 PM
Alguém sabe se existe algum escrito de Seraphim Rose em português?
Title: Re: Português
Post by: Fabio Leite on December 01, 2015, 12:55:13 PM
Alguém sabe se existe algum escrito de Seraphim Rose em português?

https://www.google.com.br/?gfe_rd=cr&ei=GNBdVvHJOMuU8Qfbx6yQCA&gws_rd=ssl#q=Seraphim+Rose&tbs=lr:lang_1pt&lr=lang_pt

;)
http://www.valinor.com.br/forum/topico/niilismo-a-raiz-da-revolucao-da-idade-moderna-seraphim-rose.147014/
http://cetroreal.blogspot.com/2012/08/o-abencoado-hieromonge-serafimrose-de.html
http://auroraortodoxia.blogspot.com/2012/09/30-anos-do-repouso-do-padre-serafim-rose.html
http://igrejaortodoxaservia.blogspot.com/2015/04/genesis-e-o-homem-primitivo-o_10.html
http://aenergeia.blogspot.com/2015/04/padre-serafim-rose-e-rene-guenon.html
Title: Re: Português
Post by: RaphaCam on December 02, 2015, 04:42:33 PM
Alguém sabe se existe algum escrito de Seraphim Rose em português?

Eu traduzi um trecho de um livro dele.

http://rho-sigma-kappa.blogspot.com.br/2015/10/revelacao-de-deus-ao-coracao-do-homem.html

Ignorem algumas coisas do resto do blog, tinha a cabeça em outro lugar quando escrevi. Mantenho aí como memória.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on December 18, 2015, 07:59:29 AM
Alguém sabe se existe algum escrito de Seraphim Rose em português?

Eu traduzi um trecho de um livro dele.

http://rho-sigma-kappa.blogspot.com.br/2015/10/revelacao-de-deus-ao-coracao-do-homem.html

Ignorem algumas coisas do resto do blog, tinha a cabeça em outro lugar quando escrevi. Mantenho aí como memória.

Po mano, falando mal da Ayn Rand.
Title: Re: Português
Post by: RaphaCam on December 18, 2015, 10:47:41 AM
Alguém sabe se existe algum escrito de Seraphim Rose em português?

Eu traduzi um trecho de um livro dele.

http://rho-sigma-kappa.blogspot.com.br/2015/10/revelacao-de-deus-ao-coracao-do-homem.html

Ignorem algumas coisas do resto do blog, tinha a cabeça em outro lugar quando escrevi. Mantenho aí como memória.

Po mano, falando mal da Ayn Rand.

Esse eu ainda subscrevo. :laugh: Mas não me importo hoje o bastante pra traduzir esse textão.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on January 04, 2016, 06:40:41 PM
Como tá a questão de traduzir a LXX? Eu lembro de ter visto algo sobre isso, mas não estou achando o post sobre.
Title: Re: Português
Post by: RaphaCam on January 05, 2016, 09:06:07 PM
Esse aqui:

http://www.orthodoxchristianity.net/forum/index.php/topic,67104.0.html

Ando meio devagar, mas continuo trabalhando no projeto. Padre Marcelo, aqui do Rio, ficou de me enviar um saltério traduzido do eslavo como referência.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on January 07, 2016, 11:31:19 AM
O que vcs acham dessas ideologias eurasianas, evolianas, fascismo  e afins, percebo que tem uma galera interessado em ortodoxia que também simpatiza com essas correntes políticas. O que acham disso?
Title: Re: Português
Post by: RaphaCam on January 09, 2016, 02:56:30 AM
O que vcs acham dessas ideologias eurasianas, evolianas, fascismo  e afins, percebo que tem uma galera interessado em ortodoxia que também simpatiza com essas correntes políticas. O que acham disso?
Quanto a eurasianismo e fascismo: Nenhuma ideologia política é compatível com a Ortodoxia, mas acredito que haja em especial aspectos anti-humanos inseparáveis do ímpeto revolucionário que podem ser perigosos pro crente. Eu pessoalmente gostei do que li de Dugin, mas ele peca pelo misticismo indigesto e por esperar a mobilização de agentes que não estão lá muito interessados.  ???

Quanto a Evola, Guénon e amigos: satanismo. Eu sempre gostei de ler "as tradições religiosas", mas é tentador demais, recentemente resolvi fechar a cabeça em relação a estudar esse tipo de coisa e me fez bem. Um ortodoxo que conhece mais Schuon que São João Crisóstomo anda fazendo algo terrivelmente errado.

Essa é minha opinião, gostaria de escutar a de vocês.
Title: Re: Português
Post by: juliogb on January 11, 2016, 12:07:56 PM
Já me interessei mais por eurasianismo, Evola, falangismo e demais teorias desse tipo, mas após um tempo e ganhando um pouco mais de experiência, essas ideologias me parecem cada vez mais fascistas e versões atualizadas de sistemas políticos e economicos que já provaram ser catastróficos pro ser humano. Essa visão coletivista e o culto à abstrações como estado, nação, raça ou classe são potencialmente perigosos. Fora o misticismo enviesado, misturado com satanismo, esoterismos de todo tipo...
Title: Re: Português
Post by: juliogb on February 18, 2016, 02:29:54 PM
Algum de vocês vai na liturgia presidida pelo patriarca russo aqui no Brasil? Em São Paulo ou no Rio?
Title: Re: Português
Post by: RaphaCam on February 18, 2016, 03:30:56 PM
Eu vou nas duas. E vocês?